Fato Saúde

Anvisa autoriza mais 7 estados a importar vacinas da Sputnik V, mas MS fica de fora

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou, na noite de terça-feira (15), a importação excepcional da vacina contra covid Sputnik V por mais sete estados brasileiros. Mais uma vez, Mato Grosso do Sul ficou de fora. No total, 14 das 27 unidades da federação estão autorizados a comprar o imunizante russo: Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Rondônia, Pará, Amapá, Paraíba, Goiás, Bahia, Maranhão, Sergipe, Ceará, Pernambuco e Piauí.

Entretanto, a vacina tem limite de importação e há restrições de aplicação como poder ser aplicada apenas em adultos saudáveis, liberação por parte do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde da Fiocruz e as pessoas vacinadas devem ser informadas de que a vacina não tem avaliação da agência quanto a qualidade, segurança e eficácia do imunizante.

Além disso, a Anvisa informou que poderá suspender a qualquer momento a utilização da vacina Sputnik V. A quantidade de imunizante está limitada a apenas 1% da população de cada estado.

Situação de MS

Mato Grosso do Sul faz parte do Consórcio Brasil Central e havia feito um pré-acordo com o laboratório russo para compra de 2 milhões de doses, mas com a decisão da Anvisa o acordo ficou interrompido.

Com a possibilidade de importar apenas 28 mil doses, o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, avaliou que o quantitativo não colaboraria no cenário de enfrentamento à pandemia de coronavírus em Mato Grosso do Sul.

midiamax

Hits: 6

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?