Política

Bolsonaro volta defender cloroquina e critica medidas para conter Covid

Bolsonaro volta defender cloroquina e critica medidas para conter Covid.

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada na manhã desta segunda-feira (1º), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nunca ter errado ao longo da pandemia de Covid-19 ao defender o ineficaz tratamento precoce, criticar medidas restritivas e ao dizer que só pode comprar vacinas após aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), apesar de não ter feito isso com os imunizantes utilizados atualmente no Brasil.

“Desculpe aí, pessoal, não vou falar de mim, mas eu não errei nenhuma desde março do ano passado. E não precisa ser inteligente para entender isso. Tem que ter um mínimo de caráter. Agora só quem não tem caráter que joga o contrário”, disse Bolsonaro em uma conversa gravada e transmitida por um canal de internet simpático ao presidente.

No diálogo, Bolsonaro voltou a defender o tratamento precoce, afirmando que “é um direito do médico trabalhar off label”, expressão que tem utilizado ao longo da pandemia para defender o uso de medicamentos que não têm eficácia comprovada contra a Covid-19.

Bolsonaro disse que, quando recebe notícias de que há algum tratamento em outro país, ordena que o embaixador brasileiro no local confirme. “O que mandei confirmar agora é a Coreia do Sul, com a cloroquina”, disse.

Publicações sul-coreanas relatam que testes com a droga foram interrompidos em junho do ano passado.

“Negócio de spray, quando chegar no Brasil, deve estar tudo caminhando para chegar, vão também demonizar o spray. Pode ter certeza disso”, disse Bolsonaro, que mandará uma comitiva a Israel nesta quarta-feira (3).

Há, atualmente, 35 pesquisas em humanos avaliando 22 possibilidades de drogas contra Covid-19 aplicadas por inalação feita em hospital. O estudo de Israel com o spray nasal EXO-CD24, citado por Bolsonaro, é um dos mais iniciais entre os registros de pesquisas clínicas.

A chamada fase 1 do EXO-CD24 começou no final de setembro do ano passado e, oficialmente, seria concluída apenas em 25 de março. As informações são da base internacional Clinical Trials, que reúne dados sobre experimentos de medicamentos, diagnósticos e vacinas com pessoas no mundo todo.

“Desculpe aí, pessoal, não vou falar de mim, mas eu não errei nenhuma desde março do ano passado. E não precisa ser inteligente para entender isso. Tem que ter um mínimo de caráter. Agora só quem não tem caráter que joga o contrário”, disse Bolsonaro em uma conversa gravada e transmitida por um canal de internet simpático ao presidente.

No diálogo, Bolsonaro voltou a defender o tratamento precoce, afirmando que “é um direito do médico trabalhar off label”, expressão que tem utilizado ao longo da pandemia para defender o uso de medicamentos que não têm eficácia comprovada contra a Covid-19.

Bolsonaro disse que, quando recebe notícias de que há algum tratamento em outro país, ordena que o embaixador brasileiro no local confirme. “O que mandei confirmar agora é a Coreia do Sul, com a cloroquina”, disse.

Publicações sul-coreanas relatam que testes com a droga foram interrompidos em junho do ano passado.

“Negócio de spray, quando chegar no Brasil, deve estar tudo caminhando para chegar, vão também demonizar o spray. Pode ter certeza disso”, disse Bolsonaro, que mandará uma comitiva a Israel nesta quarta-feira (3).

Há, atualmente, 35 pesquisas em humanos avaliando 22 possibilidades de drogas contra Covid-19 aplicadas por inalação feita em hospital. O estudo de Israel com o spray nasal EXO-CD24, citado por Bolsonaro, é um dos mais iniciais entre os registros de pesquisas clínicas.

A chamada fase 1 do EXO-CD24 começou no final de setembro do ano passado e, oficialmente, seria concluída apenas em 25 de março. As informações são da base internacional Clinical Trials, que reúne dados sobre experimentos de medicamentos, diagnósticos e vacinas com pessoas no mundo todo.

Fonte: www.noticiasaominuto.com.br

Hits: 5

Eidson Brito

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?