Polícia

Casa foi construída para que cinco da mesma família estuprassem crianças por 20 anos em MS

(Divulgação Polícia)

Durante a deflagração da operação Sodoma e Gomorra, na manhã desta quinta-feira (19), em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, e que prendeu cinco pessoas da mesma família por estupros foi revelado que a matriarca da família, uma idosa de 77 anos, sabia dos abusos cometidos contra as vítimas, segundo a polícia.

A idosa acabou presa por estupro por omissão e omissão de socorro, já que ela sabia que as crianças da família com idades entre 5 e 13 anos eram abusadas e nada fez. Ainda de acordo com a delegada Nelly Martins, as vítimas eram obrigadas a se calar.

Quando uma das crianças tentou denunciar os estupros, acabou sendo espancada com uma corrente com a anuência da avó. Eles moravam em uma mesma residência, construída em módulos para abrigar a todos. A delegada conta que as vítimas relataram incestos, casos de abusos por tios, primo e sobrinhos.

Durante a deflagração da operação, foram presas cinco pessoas, entre elas a idosa de 77 anos. Os presos estavam em Três Lagoas e um em Paranaíba. Dois são irmãos, sendo que o terceiro é filho de um deles e o quarto é sobrinho.

Segundo a delegada Nelly Macedo, que está a frente da operação, foram 20 anos de estupros contra as crianças com idades entre 5 e 13 anos. Já foram identificadas mais de 10 vítimas, dentre primas, irmãs e sobrinhas dos autores.

A primeira fase foi há quase 20 dias, com a prisão do primeiro acusado. A primeira vítima sofreu o primeiro abuso quando tinha 8 anos. As investigações continuam, para identificação de mais vítimas.

Hits: 1309

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?