DESTAQUE Política

Confira: “Agenda do vereador Prof. André Luis”

Sesau vai até a Câmara e apresenta os gastos da saúde para o 2° quadrimestre de 2021

O Vereador professor André Luis ( REDE) se fez presente no encontro onde a Sesau , através de seu representante , falou sobre o trabalho realizado até o momento. O secretário de Saúde do Município, Dr. José Mauro Filho, esteve na Câmara Municipal de Campo Grande na tarde desta terça-feira (28) prestar conta sobre os gastos da pasta que coordena no 2° quadrimestre deste ano. O encontro é praxe no calendário legislativo e mostra o comprometimento de Casa de Leis no papel fundamental de fiscalização do poder executivo.

O debate foi convocado pela Comissão de Saúde da Casa de Leis, composta pelos vereadores Dr. Sandro (presidente), Dr. Victor Rocha (vice), Dr. Jamal, Tabosa e Dr. Loester.

Para José Mauro Filho, “este é o momento para a população avaliar o gasto com a saúde que o Município tem, e para saber onde está o dinheiro dos impostos e da Covid. São números grandes, mas estamos tentando ampliar estes resultados, principalmente no que é entregue à população”. 

O secretário relembra que boa parte da arrecadação da prefeitura vem do pagamento de IPTU, logo com a pandemia, quem não tem condições de pagar todas as contas, não deixa de comer nem usar energia. “Aí que entra o Refis, um programa que nos ajudou a contrabalancear as contas. Já que é uma conta que as pessoas podem protelar [IPTU], o Refis ajuda a enviar e reestruturar pagamentos atrasados e a manter os compromissos contratualizados”, elucida.   

Responsável pela Sesau, José Mauro explica que 15% da arrecadação de impostos por lei devem ser destinados à Saúde.  De acordo com a apresentação, foram realizadas 1,529 bilhão de reais até o bimestre analisado, isto é 73,67% das receitas destinadas para a pasta, previsto em 2,075 bilhões de reais para 2021. 

Dos grandes gastos da Sesau, a Atenção Básica recebeu o segundo maior aporte.  Até o momento gastos 108 milhões de reais, dos 130 milhões previstos inicialmente. Gastos com assistência hospitalar e ambulatorial são a maior fonte de gastos com 312 milhões de reais previstos e 224 milhões direcionados até o bimestre. 

O vereador Dr. Victor Rocha se mostrou entusiasmado com a audiência e elogiou as medidas tomadas pela Prefeitura tanto no período mais complicado da pandemia como no último quadrimestre. “Campo Grande mostrou ter acertado nas políticas públicas de combate à covid, estamos à frente no painel da vacinação e conseguimos diminuir número de mortos e infectados. Agora precisamos melhorar os indicies de saúde do homem, saúde da mulher, saúde do idoso da criança, e melhorarmos a qualidade de vida para a população em geral”. 

Quem não pôde acompanhar a audiência pública, pode ter acesso ao documento apresentado na Câmara pelo secretário por meio do link e ter acesso a todo o balanço financeiro gerado até o momento. 

Rodrigo Almeida 

Assessoria de Imprensa da Cãmara Municipal 

Hits: 12


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?