Polícia

Criança de 12 anos engravida após estupro do padrasto e mãe diz que é mentira

ilustrativa

Homem pediu revogação da prisão, mas Justiça negou

Uma menina de 12 anos acabou engravidando após ser estuprada sistematicamente pelo padrasto, um mecânico de refrigeração de 32 anos, em Campo Grande. A mãe ao saber dos abusos disse que a filha estava mentindo. Os estupros tiveram início em 2020.

O homem que está preso e espera pela audiência para junho de 2021 tentou a revogação de sua prisão preventiva que foi negada pela Justiça nesta sexta-feira (21) publicada em Diário da Justiça. Segundo consta os autos, os estupros começaram no início de 2020 perdurando até agosto do mesmo ano, quando a menina engravidou.

A vítima prestou depoimento especial, e disse que os estupros aconteciam na ausência da mãe, quando a mulher saia para trabalhar. A adolescente disse que o padrasto passava muito tempo em casa, já que fazia apenas ‘bicos’ e que tinha o costume de dormir pelado. Em uma das vezes, teve de entrar no quarto para levar o telefone para o homem atender, já que sua mãe queria falar com o autor e o flagrou sem roupas.

A criança relatou que o homem entrou no quarto dela e a estuprou. Assustada, ela correu para o banheiro e viu que estava sangrando. A menina ainda disse que contou para a sua mãe, mas a mulher falou que ela estava mentindo. Já em agosto de 2020, o padrasto novamente a estuprou. Durante o depoimento, ela relatou que foi sua tia que a levou até o médico para realizar exames, onde foi constatado que de fato estava gravida. A garota afirmou que era virgem antes dos abusos sofridos.

Quando preso e interrogado, ele disse que foi ‘seduzido’ pela enteada. Ele está preso aguardando pela audiência sobre o caso.

 

*midiamax

Hits: 73

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?