Polícia

Em discussão padrasto teria dito que beijar criança seria ‘normal’

Foto mostra o acusado no momento da gravação do vídeo

Após ter sido filmado beijando a enteada de seis anos em um passeio de lancha, R.A.M de 41 anos, teria discutido com a mãe das meninas e falado que seria ‘normal’. Assassinato aconteceu na noite desta terça-feira (23), na cidade de Itaquiraí, após vídeo ser ‘viralizado’.

A investigação apontou que o casal estava junto há cerca de três meses, e o vídeo teria sido gravado pela mãe das meninas de 12, 6 e 1 ano.  Em depoimento especial a adolescente, irmã da menina de seis anos, relatou que ouviu uma discussão entre o padrasto e a mãe, onde ele teria dito que era ‘normal’ beijar criança e ‘não era nada demais’, segundo o delegado responsável pelo caso Eduardo Lucena. 

A Polícia Civil segue na busca dos assassinos e investiga se o padrasto tenha cometido o crime outras vezes. 

As três irmãs foram retiradas do convívio familiar pelo conselho tutelar e levadas para um abrigo, onde permanecem até segunda ordem judicial.

Caso

R.A.M de 41 anos, foi assassinado a tiros, após um vídeo em que aparece em um barco beijando a boca de uma criança vazar nas redes sociais. Caso aconteceu na noite desta terça-feira (23), na cidade de Itaquiraí.

Ele era investigado por estupro de vulnerável. De acordo com as imagens do vídeo, R.A.M aparece em um barco, ao lado de duas mulher,  duas crianças e uma adolescente. Acusado aparece com duas latas de cerveja nas mãos, e em determinado momento beija na boca, as duas mulheres comemoraram com gritos, umas delas chega a dizer “aí ó, gostou”.

Em seguida, R.A.M beija a cabeça da menina e a filmagem, que seria gravado pela esposa de R.A.M, termina. O vídeo teria sido gravado durante um passeio de barco no Rio Paraná, local conhecido como Prainha da Amizade no município de Itaquiraí.

Capital News

Hits: 8

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?