DESTAQUE

Em operação de combate a corrupção, servidores públicos de Maracaju são presos por desviarem R $ 23 milhões

A Polícia Civil está cumprindo mandado de prisão contra servidores públicos e empresários de Maracaju. Uma operação Dark Money iniciou na manhã desta quarta-feira (22) para prender criminosos que desviaram R $ 23 milhões do dinheiro público entre os anos de 2019 e 2020.

Segundo o Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado ( Dracco), foi constatado que criou uma conta bancária de fachada e não declarada aos órgãos de controle do município, no qual pegou mais de 150 repasses de verbas públicas em menos de um ano . 

Com isso, conseguiram emitir mais de 600 lâminas de cheques, totalizando o valor desviado de R $ 23 milhões, para empresas sem embasamento jurídico. 

Conforme a investigação, muitas empresas que foram beneficiadas não tinham relação ou contato com a prefeitura da cidade. Além disso, não era feita uma emissão de notas fiscais e os valores não eram ocorridas a despesas ou operações legais.

Ao todo foram cumpridos seis mandados de protecção temporária. Além disso, uma pessoa segue foragida. Um dos alvos tentou fugir, mas foi pego em um hotel em Umuarama (PR)

Também houve 26 mandados de busca e apreensão, promoção de bloqueio de bens e medidas cautelares. 

Como ações ocorrem em Maracaju, Corumbá, Ponta Porã e Campo Grande.

Uma operação foi batizada de Dark Money em alusão a natureza do dinheiro fruto da corrupção sistêmica que atinge os públicos.

Hits: 5

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?