Polícia

Em prisão domiciliar por estuprar enteada e sobrinha, pai estupra filha de 7 anos em MS

Durante uma sessão de filmes de zumbi, que uma criança de 7 anos assistia com seu pai de 36 anos, a menina acabou estuprada pelo homem, que estava cumprindo prisão domiciliar após abusar de sua sobrinha e de sua ex-enteada. Ele está foragido.

O homem estava com tornozeleira eletrônica e cumprindo pena domiciliar após conseguir liberação devido à pandemia de Covid-19. O estupro contra a criança aconteceu entres os dias 2 e 3 de maio de 2020, em Campo Grande, quando o autor assistia filmes com a filha.

A criança disse que seu pai a estuprou por três vezes. Em seu relato, a menina falou que, os dois estavam deitados no sofá assistindo televisão quando o pai passou as mãos em seu órgão genital e depois pediu para ela não contar nada a ninguém.

Após o crime, o homem quebrou a tornozeleira eletrônica e fugiu. Sua prisão preventiva foi decretada, mas ele ainda não foi localizado. Ele foi indiciado em três inquéritos pela prática de crimes sexuais, onde as vítimas foram a esposa, uma sobrinha e a ex-enteada.

Em 2008, o homem foi indiciado por atentado violento ao pudor, contra sua ex-enteada. Já em 2014 foi condenado a 16 anos de reclusão, cumprindo seis anos em regime fechado, pelo estupro de sua sobrinha.

Em uma sentença de dezembro de 2020, ele foi condenado a 15 anos e 9 meses de reclusão, regime fechado, sem direito de recorrer em liberdade.

midiamax

Hits: 81

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?