Política

Falando de Política com Vladimir Ferreira – Voto Distritão

A Câmara Federal, liderada pelo seu Presidente Artur Lira, tenta emplacar a toque de caixa, uma reforma eleitoral que quer acabar com a representatividade no parlamento brasileiro, tornando a Câmara, uma Câmara de milionários, sem renovação e garantindo a manutenção no poder dos mesmos sempre.

Para isso tenta aprovar o chamado voto distritão, que é um modelo eleitoral abandonado no mundo inteiro, porque personaliza o voto, desconsidera o voto da maioria dos eleitores e privilegia quem tem dinheiro e que já está no poder.

O objetivo é claro, as elites políticas e econômicas querem manter o controle do congresso, para evitar as mudanças estruturais que o Brasil precisa.

Mudanças que contemplem os interesses da maioria do povo, dos trabalhadores e trabalhadoras, que restitua a soberania do Brasil, garanta a democracia e que devolva a nação o controle das suas riquezas, que enfrente os privilégios dos bilionários, do sistema financeiro e do Deus do capitalismo o chamado Mercado.

No Brasil por diversos momentos da nossa história a soberania popular foi golpeada, e nos últimos anos eles trocaram os golpes militares, pelo golpe congressual, passando pelos golpes contra a classe trabalhadora, com a retirada de direitos trabalhistas e sociais.

Agora de forma escancarada os golpista do congresso tentam retirar do jogo democrático os atores que representam os trabalhadores e trabalhadoras, os seguimentos marginalizados e explorados da sociedade, enfim, Lira e seus aliados querem tirar o povo dos espaços de decisão, dando ao centrão e aos ricos do País o controle do congresso e consequentemente a manutenção dos seus interesses e privilégios

A nação e seu povo, precisam urgentemente, combater mais esse golpe, se tem um momento em que a pessoa mais rica e a mais podre desse País se igualam é na hora do voto, e se tem uma coisa que a elite do Brasil não aceita de jeito nenhum é que o voto do trabalhador tenha o mesmo valor que o do patrão, estão querendo acabar com o pouco de poder de mudar as coisas que o povo tem, ou o povo reage a mais esse golpe, ou estará fadado a aceitar a vontade e o mando dos poderosos.

Vladimir Ferreira

Hits: 10

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?