Famosos

Filho diz que Cid é fantoche da madrasta e exige: ‘devolva tudo’

Roger revelou ter medo que o pai termine a vida ‘depenado’ em um asilo

Após Cid Moreira ironizar o processo dos filhos que pedem sua interdição e a prisão da madrasta, o filho adotivo Roger Moreira voltou a se pronunciar sobre o comportamento do pai.

Em entrevista ao UOL, Roger afirma que o jornalista é um “fantoche” nas mãos da mulher, Fátima Moreira. “O Instagram é praticamente dela. Ele não tem esse uso de tecnologia, nunca teve. Você nunca vai ver ele fazendo e postando. Ela trata ele como um bebê, um fantoche. É possível ver que ela está lidando com uma pessoa que age como uma criança. Muita gente viu como deboche, mas ele está agindo dessa forma. Ele não tem mais noção da gravidade do que está acontecendo. Ele não consegue mais se impor”, disse ele.

Roger também garantiu que Fátima faz uma espécie de blindagem, uma alienação para ele entender o que é “certo” e alegou que Cid não está mais em condições de avaliar como ela está conduzindo seu patrimônio. Segundo Roger, ele é impedido pela mulher de se manifestar e também não tem condições mentais para dar um depoimento. “Não queremos que ele seja roubado até o final da vida”, completou.

“Queremos que ela devolva tudo o que tirou do Cid e que fique com ele. Não queremos tirar nada. Amanhã ou depois, caso ela queira deixá-lo, como vai funcionar? Ela vai ficar com todos os bens e ele vai terminar em um asilo? Essa é a nossa preocupação. Não queremos que ele fique depenado, como aconteceu com muitos artistas”, declarou ele ao UOL.

Cid ironizou processo 

Ao lado da mulher, em seu Instagram, o ex-apresentador do Jornal Nacional deu as caras na última quinta-feira (22). Cid apareceu “debochando” do processo dos filhos que pedem que ele seja interditado e que Fátima vá para a cadeia.

“Ih, amore mio, o negócio tá feio para mim lá fora, hein?”, iniciou Fátima. “Não sei por quê. Você foi a minha escolhida, estamos juntos, e bem”, garantiu Cid.

Cid declarou que é Fátima quem cuida dele, e ela explicou que isso não significa que o jornalista não tenha opinião própria. “Claro, minha opinião é que sempre prevalece aqui. Eu não aceitaria viver com uma mulher se eu não tivesse essa autoridade”, declarou o idoso de 93 anos, com bom humor. Veja:

Hits: 1

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário