Cidades

Governo investe R$ 6,9 milhões em manutenção de estradas de Três Lagoas

As obras irão abranger rodovias que passam por cidades como; Bataguassu, Santa Rita do Pardo, Brasilândia, Três Lagoas, Inocência, Ribas do Rio Pardo.

A manutenção e conservação das estradas localizadas na região de Três Lagoas custarão R$ 6,9 milhões de acordo com o contrato assinado nesta terça – feira (02), com a empresa Maqterra Transportes e Terraplanagem, vencedora do processo licitatório.

O trabalho será realizado em um trecho de 801 quilômetros, referentes a malha rodoviária do Setor A, da 3ª Residência Regional de Três Lagoas.

As obras irão abranger rodovias como; MS-338, MS-395, MS-040 e MS-377, que passam pelas cidades de Três Lagoas, Bataguassu, Santa Rita do Pardo, Brasilândia, Três Lagoas, Inocência, Ribas do Rio Pardo e Água Clara.

Os recursos para a obra são do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundersul).

É  previsto que as atividades comecem após a emissão de serviço da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul).

De acordo com o prefeito de Três Lagoas, Ângelo Guerreiro, o investimentos nas estradas auxilia tanto no deslocamento da população como no escoamento da produção agropecuária.

“A manutenção das rodovias traz segurança aos usuários que passam pelas estradas, que ajudam no escoamento da produção e ajudam as ações do município, que também está investindo pesado no setor. Nossas estradas têm um fluxo muito grande de veículos, além do desgaste na época da chuva”, pontuou.

O governador Reinaldo Azambuja ressaltou a importância do investimento em pavimentação.

“Além de fomentar a economia, a infraestrutura viária reduz distâncias e tempo, incidindo no barateamento do frete e custo de produção, nos tornando um Estado mais competitivo”, informou o Azambuja.

A obra deverá ser realizada durante o período de um ano, podendo ter prorrogações.

A região de Três Lagoas ainda conta com uma segunda licitação para manutenção e conservação das rodovias locais, no valor de R$ 7 milhões para o setor “B”, que inclusive já teve resultado final, sendo a Construtora Rial a vencedora do certame.

Fonte: correiodoestado.com.br

Hits: 8

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?