Polícia

Homem pode ter sido morto por engano em Ponta Porã

Gilmar foi morto a tiros - (Reprodução, Redes Sociais)

Na manhã desta quinta-feira (19), na frente da prefeitura de Ponta Porã, cidade a 346 quilômetros de Campo Grande, O vigia patrimonial Gilmar Afonso Conofe, de 37 anos, foi assassinado com mais de 20 tiros.

Conforme as primeiras informações, Gilmar tem um irmão gêmeo, que é acusado de duplo homicídio em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia de fronteira com Ponta Porã. No momento do crime, Gilmar estaria usando a motocicleta do irmão com placas do Paraguai quando dois homens em uma moto se aproximaram e o carona disparou vários disparos de arma de fogo contra a vítima que caiu e faleceu antes mesmo de ser socorrida.

Ainda segundo o site Ponta Porã News, Gilmar trabalhava em uma empresa de segurança e deixa uma filha de 5 anos. Ele não teria passagens criminais e o caso segue em investigação. Gilmar foi assassinado a tiros de pistola e estava pilotando a motocicleta quando foi atingido.

 

Hits: 9