Polícia

Homem que se matou após matar amante em MS não aceitava fim de relacionamento

Imagem: Facebook

Getúlio Aguero, de 59 anos, que cometeu suicídio após assassinar Lindinalva Benites Gomes, de 38 anos, com golpes de faca, não aceitava o fim do relacionamento extraconjugal que mantinha com a vítima. O crime ocorreu na cidade de Glória de Dourados, a 275 quilômetros de Campo Grande, na madrugada desta segunda-feira (21). A Polícia Civil investiga o caso.

De acordo com as informações repassadas pelo delegado José Ricardo, titular da delegacia de Glória de Dourados, não há informações de quanto tempo Getúlio mantinha o relacionamento com Lindinalva Benites. “Apuramos preliminarmente que ele era casado, porém tinha muito ciúmes da vítima”, destacou.

Ainda, de acordo com as informações iniciais, a mulher decidiu terminar o relacionamento por causa do ciúmes de Getúlio. “Ele não teria aceitado, então a matou e cometeu suicídio em seguida”, disse o delegado. Os corpos foram encaminhados ao IML (Instituto Médico Legal) de Dourados. O delegado enfatiza que as informações são preliminares e ainda apura o caso.

O crime ocorreu na madrugada desta segunda-feira (21). O irmão de Lindinalva ouviu gritos de uma das sobrinhas, que gritava para que Getúlio não matasse a mãe. Lindinalva levou facadas no pescoço e nas mãos em cima de colchões e Getúlio tinha uma perfuração no peito. Ele foi encontrado morto com uma faca de açougueiro em uma das mãos. informações do jornal midiamax

Hits: 55