Saúde

Mato Grosso do Sul não recebeu doses do lote de CoronaVac interditado pela Anvisa

São Paulo - Vacinação contra covid-19 aos profissionais da saúde do Hospital das Clínicas, no Centro de Convenções Rebouças.

Mato Grosso do Sul não recebeu doses da vacina CoronaVac que fazem parte de lote interditado neste sábado (04) pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Conforme o Ministério da Saúde, apenas 8 estados da federação estão com doses que fazem parte desse lote interditado: Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rondônia, Acre, Amapá, Rio de Janeiro e São Paulo.

A informação repassada pelo Butantan à Anvisa é que as doses foram envasadas (em frascos com uma e duas doses) em uma planta fabril da Sinovac (desenvolvedora da vacina) na China que não foi inspecionada e aprovada para Autorização de Uso Emergencial (AUE) no Brasil.

Além disso, outras 9 milhões de doses divididas em 17 lotes também fabricadas na mesma unidade não inspecionada estão em processo de envio e tramitação para o Brasil. “Nesses termos, a vacina envasada em local não aprovado na Autorização de Uso Emergencial configura-se em produto não regularizado junto à Anvisa”, apontou em nota.

A agência afirmou que, durante a interdição cautelar, “trabalhará na avaliação das condições de boas práticas de fabricação da planta fabril não aprovada, no potencial impacto dessa alteração de local nos requisitos de qualidade, segurança e eficácia, e do eventual impacto para as pessoas que foram vacinadas”.

Além disso, apontou que serão feitas tratativas junto ao Butantan para regularização do novo local na cadeia fabril da vacina.

Hits: 1