Polícia

Morto pelo Choque homem estaria planejando ataques contra a polícia

Identificado como José Martins Macedo, de 19 anos, o jovem morto por policiais do Batalhão de Choque, na madrugada desta quinta-feira (9), no Bairro Santa Emília, em Campo Grande, estava com quatro armas dentro de casa e, segundo a polícia, estaria envolvido em planejamento de ataques contra a vida de servidores da segurança pública.

De acordo com o Batalhão de Choque, durante rondas na cidade de Sidrolândia, a 71 km da Capital, a equipe recebeu informações de que um motorista de aplicativo, em um Volkswagen Voyage prata, estaria fortemente armado e planejando o ataque.

Os policiais encontraram o motorista, mas ele negou os fatos e disse que apenas tinha informações sobre um local, em Campo Grande, onde tinha visto várias armas. Ele levou a equipe até o local, na casa onde José morava, na Rua Beapina, e onde aconteceu o confronto que resultou na morte do jovem.

Chegando no local, os policiais encontraram o portão encostado, tentaram contato, mas não conseguiram e entraram no quintal. Já na porta da residência, tentaram contato novamente e ouviram um barulho dentro do local. Neste momento, a equipe bateu na porta e avisou “polícia, abra a porta”, no mesmo instante, José teria respondido “polícia é o c, se entrar vai tomar” e dado dois tiros dentro da residência.

Ao entrarem na casa, os policiais encontraram José na cozinha, com uma arma em punho, e revidaram os tiros. Após ser atingido e desarmado, José foi socorrido para o Hospital Regional de Campo Grande, onde foi constatado que ele havia morrido.

Dentro da residência, a equipe encontrou mais três armas escondidas enroladas em um lençol, e debaixo da cama, os policiais acharam uma submetralhadora modelo ZK 383, calibre 9mm com um carregador; uma escopeta calibre 12 e uma pistola 9mm com carregador, além da arma que José usava no momento da abordagem, que foi identificada como pistola calibre 9mm e estava com sete munições intactas.

Em cima do armário da cozinha, embaixo de um pote, os policiais ainda encontraram cem munições calibre 9mm, divididas em duas caixas, e dez cartuchos de munição calibre 12 intactas. Também foi localizado um aparelho celular e um caderno com anotações, tudo foi apreendido para perícia.

O caso foi registrado como resistência, posse ou porte ilegal de arma de fogo, homicídio simples na forma tentada e homicídio decorrente de oposição a intervenção policial. De acordo com a equipe do Batalhão de Choque, o prejuízo ao crime foi de, aproximadamente, R$ 48 mil. A ocorrência será investigada pela 6ª Delegacia de Polícia Civil.

Hits: 1

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?