Economia

Preço da carne de frango sobe menos que de outras proteínas

Foto: Getty Images

Os preços da carne de frango subiram ao longo deste mês mas ainda estão abaixo dos registrados em março, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea-Esalq/USP). Já as proteínas bovina e suína se valorizaram ante o mês passado, o que aumentou a competitividade da carne de frango.

Em abril (até o dia 28), o preço médio do frango resfriado comercializado no atacado da Grande São Paulo está R$ 14,47 por quilo abaixo da carcaça casada bovina. “Essa diferença é 6,2% maior que a registrada em março e ainda 45,5% acima da observada em abril de 2020”, disse o Cepea.

Em relação à carcaça especial suína, o frango resfriado está R$ 4,49 mais barato por quilo, diferença 19,6% maior que a observada em março e 86,2% acima da de abril do ano anterior. Conforme o Cepea, neste mês, o frango inteiro resfriado negociado no atacado da Grande São Paulo tem média de R$ 5,87 por quilo, queda de 3,1% na comparação com a de março.

“Mesmo com a melhora na liquidez, alguns compradores de carne ainda evitam fazer grandes estoques, incertos quanto a possíveis novas medidas restritivas”, avaliam os pesquisadores. Para a carne bovina, o valor médio da carcaça casada registra avanço de 3,3% de março para abril, a R$ 20,34 o quilo.

“A sustentação vem da oferta restrita de boi gordo pronto para o abate e das exportações aquecidas da carne, fatores que mantêm baixo o volume de proteína disponível no mercado brasileiro.”

A carcaça suína registra média de R$ 10,36 por quilo em abril, elevação de 5,6% ante o mês anterior. As temperaturas mais amenas, que estimulam o consumo, o intenso ritmo de embarques, e o repasse dos custos de produção têm alavancado os preços da carne suína neste mês, disse o Cepea.

 

Fonte: Globo Rural

Hits: 1

Heloisa Trindade Trindade

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?