Cidades

Prefeitura auxilia produtores rurais a se cadastrarem no projeto Rural Sustentável

A Prefeitura de Sidrolândia, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente (Sederma), segue viabilizando parcerias e apoios para beneficiar os produtores rurais do município.

Um dos apoios oferecidos é na inscrição de pequenos(as) e médios(as) produtores(as) rurais no Projeto Rural Sustentável – Cerrado, que busca aumentar a renda de produtores(as) no bioma Cerrado, promovendo a adoção de tecnologias produtivas de baixa emissão de carbono, exemplos dessas tecnologias são a Recuperação de Pastagem Degradadas (RDP) e os sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, também conhecidos pela sigla ILPF.

O projeto visa incentivar os produtores a adotarem estes sistemas de produções mais sustentáveis, oferecendo assistência técnica e apoiando as organizações socioprodutivas, que são as associações, sindicatos e cooperativas de produtores rurais.

Esse modelo de cultivo, de sistema de integração, permite diferentes combinações, ou seja, permite mais de uma atividade na mesma área, combinando diferentes componentes, podendo ser pecuária, lavoura e a floresta, simultaneamente ou em sucessão. No modelo tradicional, é desenvolvido somente uma atividade, o que pode provocar a degradação do solo, diminuição da fertilidade e consequentemente da produção.

O projeto é financiado pela Cooperação Técnica BR-T1409 aprovada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com recursos oriundos do Financiamento Internacional do Clima do Governo do Reino Unido, tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como beneficiário institucional. O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) é o responsável pela execução e administração técnica, financeira e fiduciária do projeto (Convênio BID – IABS ATN/LC-1708-BR). A Associação Rede Integração ILPF, por meio da Embrapa, é a responsável pela coordenação científica e apoio às demais atividades executivas do projeto.

Cb image default
Produtor e engenheiro agrônomo Wildney Alves. (Foto: Fabiana Vasconcello)

A monitora local do projeto na região de Sidrolândia, Fabiana Vasconcellos, explica que existem 6 propriedades rurais contempladas no edital de Unidade Demonstrativas (UDs) – propriedades rurais que já têm alguma das tecnologias apoiadas pelo projeto implantadas e que servem de modelo para as Unidades Multiplicadoras (UMs). “Nestas propriedades serão realizadas os dias de campo para que os produtores(as) da região possam conhecer as tecnologias e técnicas promovidas pelo projeto”, disse.

A propriedade do produtor e engenheiro agrônomo Wildney Alves, Estância Limoeiro, localizada no assentamento Eldorado foi uma das selecionadas para ser uma Unidade Demonstrativa.

“Aqui eu tenho a integração de três hectares de limão-taiti, em consórcio com a Brachiária Decumbes, e mantenho uma média de dez vacas de leite, em 7 hectares, sendo três consorciado com limão. O projeto veio para dar visibilidade no meu sistema de produção, que é a integração de arvores e animais onde eu tenho uma renda da produção agrícola integrada a pastagem produção animal. Também é uma forma de resistência a cultura da soja, que entrou nos assentamentos e cresce a cada ano que passa. Se não tivermos projetos voltados a existência do pequeno produtor, em pouco tempo vai virar tudo em lavoura de soja os assentamentos de Sidrolândia, precisamos de políticas públicas. Eu espero que a minha Unidade Demonstrativa sirva de inspiração a outros pequenos produtores integrando Floresta Pecuária e Agricultura”, declarou Wildney.

Cb image default
Da esquerda para a direita, secretário da Sederma, Antônio Galdino, Felipe, Fabiana e Érica. (Foto: Suélen Duarte)

Atualmente, em Sidrolândia, mais de 150 produtores já estão cadastrados para participar do projeto. Os interessados devem procurar a Sederma, que fica na rua Targino de Souza Barbosa, 270, centro, até o dia 01 de setembro para realizar o cadastro.

Os documentos necessários são: documentos pessoais (RG, CPF ou Carteira Nacional de Habilitação), comprovante de posse do imóvel rural (Certidão de Concessão de Uso ou título de posse), cópia do Cadastro Ambiental Rural (CAR), cópia das certidões negativas das Fazendas (Federal, Estadual e Municipal), cópia da carta de anuência na hipótese de copropriedade ou posse conjunta, e um termo de adesão assinado, que está disponibilizado na Sederma. Confira aqui toda a documentação.

Para mais informações, ligue para o 3272-2926 ou acesse o site do Projeto Rural Sustentável – Cerrado, clicando aqui. Você também pode enviar uma mensagem de Whatsapp para o 61 9 8413-9285, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, horário de Brasília, ou ainda ligar para o 0800 038 6616, no mesmo horário de

Hits: 4

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?