As melhores notícias da nossa região!

Prefeitura de Sidrolândia planeja construir 16 pontes de concreto; 10 em parceria com Sindicato Rural

A prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo, vai lançar o projeto de construção de 16 pontes de concreto em estradas vicinais importantes para o escoamento da produção, acesso a aldeias e assentamentos. Serão investidos R$1,7 milhão em recursos próprios e mais R$ 500 mil de contrapartida dos proprietários que usam 10 destas 16 estruturas.

“Vamos encarar o desafio de fazer uma estrutura definitiva que além de reduzir os custos de manutenção, as pontes de concreto são mais seguras”, argumenta a prefeita Vanda Camilo. “Além da produção agrícola e pecuária, os caminhões da JBS, dos aviários e futuramente das granjas de suínos, pelas estradas vicinais passam os ônibus do transporte escolar e dos trabalhadores “, acrescenta.

Cb image default
Divulgação

Na próxima quarta-feira (26) será assinado convênio da Prefeitura com o Sindicato Rural. Pela parceria, o município vai repassar R$ 500 mil ao Sindicato. Caberá à entidade definir as pontes ou travessias de maior movimento onde os produtores vão entrar com metade do custo. São pontes com custo de até R$ 100 mil, sendo R$ 50 mil a participação do poder público.

“É um projeto viável. Há várias empresas especializadas na construção de pontes pré-moldadas, a um custo relativamente baixo “, explica o presidente do Sindicato Rural, Paulo Stefanello. Na região do Piqui, Stefanello construiu uma ponte de 6×6 sobre o Córrego Guariroba, num curto espaço de tempo e que custou R$ 100 mil.

Cb image default
Divulgação

Outras pontes

Na semana passada, acompanhada do secretário de Infraestrutura, a prefeita Vanda Camilo visitou alguns dos seis locais onde planeja substituir pontes de madeira por estruturas de concreto.

A intenção é investir RS 1,2 milhão na construção de estruturas que terão entre 6 e 40 metros de extensão.

Uma destas pontes é sobre o Córrego Cortado, na estrada de acesso às Reserva Indígena Buriti. Serve também de itinerário dos ônibus que levam os funcionários da JBS residentes na comunidade.

Na região da Ilha, no Assentamento Eldorado, a ponte de madeira sobre o Córrego Lageado será substituída por uma de concreto. Também está prevista na região do Areeiro, a troca da ponte sobre o Rio Vacaria numa estrada vicinal transversal à MS-458 (estrada da Gameleira) que dá acesso aos assentamentos Capão Bonito, Barra Nova e à Usina Passatempo, em Rio Brilhante. Perto do Capão Seco, estão programadas pontes de concreto na região da Fazenda Fama, outra sobre o Rio Anhandui para atender o Assentamento Alambari, quase na divisa de Sidrolândia com Nova Alvorada do Sul.

Talvez te interessem:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© Copyright Meu Portal de Notícias 2022. Todos os direitos reservados.