Cidades

Reinício de obras na Rua Dr. Costa Marques no acesso ao Balbinos fica mais próximo

Prefeita e engenheiros da Agesul conversam sobre o projeto (Foto: Anielle Santi)

Agesul e Prefeitura avançam em tramitação burocrática para desbloqueio da pavimentação asfáltica e drenagem, na ligação ao Frigorífico Balbinos

Ficou mais próxima a retomada da obra de drenagem e pavimentação asfáltica da extensão da Rua Dr. Costa Marques e parte da Rua Projetada 3, região do Jardim Paraíso, acesso ao Frigorífico Balbinos, em Sidrolândia.

A Prefeitura de Sidrolândia aprovou o projeto desenvolvido pela Agesul, e agora o próximo passo é o licenciamento ambiental pelo Município, para que o Estado autorize o execução dos serviços até a conclusão.

Na manhã desta terça-feira (13/04), a prefeita Vanda Camilo e o engenheiro Jônatas Kachorroski, do Departamento de Planejamento (Deplan) – vinculado à Secretaria de Governo e Desburocratização (Segov) – recepcionaram engenheiros da Agesul no Gabinete, para receber, aprovar e assinar o projeto, importante etapa para o reinício da obra.

Cb image default
Projeto aprovado é parte da etapa final para retomada das obras (Fotos: Rafael Brites)
Agora, a Câmara Técnica se reunirá para analisar e aprovar o licenciamento ambiental, que será concedido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente (Sederma).

– A partir de agora, a Prefeitura tomará as providências junto ao setor ambiental para a expedição da licença, e assim estará concluída toda a tramitação burocrática para que o Governo do Estado via Agesul, dê a continuidade e termine as obras de asfalto e drenagem até o nosso frigorífico – disse a prefeita.

A Prefeitura contou com o apoio do deputado estadual Gerson Claro na interlocução junto ao Governo do Estado para o investimento de mais de R$ 1,4 milhão no projeto, muito importante para o desenvolvimento da região entre o Bairro São Bento e o Jardim Paraíso, principalmente para as pretensões do Frigorífico Balbinos, de ampliar a geração de empregos a partir da ativação da sala da desossa, e a habilitação para exportação.

A obra é custeada com recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul), e realizada pela empresa CRB Engenharia.

Cb image default
Divulgação

Hits: 3