Economia

Resultados superam desafios da pandemia, demanda e preço baixo, diz Petrobras

Em longa carta que acompanhou o relatório de produção, a petroleira cita ainda as exportações e o estoque reduzido para justificar os bons números.

A Petrobras, que fechou 2020 com produção recorde de petróleo e gás natural, diz que superou consideráveis desafios durante a pandemia de covid-19, a contração da demanda global por combustíveis e preços baixos para registrar o seu melhor desempenho operacional. Em longa carta que acompanhou o relatório de produção, a petroleira cita ainda as exportações e o estoque reduzido para justificar os bons números.

“Em um ano em que o excesso de estoques se constituiu em considerável desafio para a indústria global de petróleo, o nosso foco na melhoria de gestão permitiu a redução de nossos estoques em 8 milhões de barris de petróleo em 2020”.

Entre os pontos destacados pela Petrobras estão ainda maior produção das plataformas P-74, P-75, P-76 e P-77, no campo de Búzios, suportada pela ampliação da capacidade de processamento de óleo e gás das unidades, por meio da utilização de folgas temporárias de geração de energia e compressão de gás disponíveis, além do alto potencial de produção dos poços e do reservatório.

No documento, a companhia cita ainda o menor número de intervenções em relação ao previsto para combate à corrosão por CO2 nos dutos submarinos de injeção de gás; o menor declínio de produção em relação ao previsto nos campos de Tupi e Sapinhoá, resultado do melhor desempenho dos reservatórios; e a maior eficiência de produção e otimização de paradas de produção nas plataformas, apesar do cenário de restrições operacionais decorrente dos impactos provocados pela pandemia.

“Esse foco na alocação eficiente de recursos – como demonstrado pela racionalização de nossos escritórios fora do Brasil – aliado à maior integração da logística, marketing e vendas resultou em recordes de exportação de petróleo e óleo combustível, compensando a contração da demanda doméstica por combustíveis, principalmente no segundo trimestre”, diz a empresa.

Segundo a Petrobras, as exportações de petróleo tiveram papel fundamental durante os piores momentos da pandemia, permitindo geração de caixa em um momento crítico, além de evitar perdas de produção. Em abril, no ápice da crise, foram exportados 1 milhão de barris por dia (saídas físicas).

Adicionalmente, a empresa cita a performance do petróleo de Búzios, principal óleo da cesta de exportação, com a inclusão de 14 novos clientes ao longo de 2020.

Em janeiro deste ano, a companhia disse que a ótima performance em exportações de petróleo continuaram, batendo mais um recorde, no terminal de Angra dos Reis, de 19,3 milhões de barris de petróleo exportados. O recorde anterior, em maio de 2020, foi de 18,7 milhões de barris de petróleo exportados.

fonte:www.noticiasaominuto.com.br

Hits: 5

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?