Saúde

Saúde estadual confirma 1.584 cirurgias eletivas, é o Opera MS em Sidrolândia

Em resolução publicada na edição da última terça-feira (26) do Diário Oficial, a Secretaria Estadual de Saúde divulgou o quantitativo de cirurgias eletivas que serão realizadas no Hospital Elmíria Silvério Barbosa ao longo de um ano, provavelmente a partir de novembro. A Prefeitura de Sidrolândia pactuou dentro do programa Estadual “Opera MS”, 1. 584 cirurgias, abrangendo 12 diferentes procedimentos.

Com a pandemia do Covid-19, por 15 meses, a contar de março de 2020, as cirurgias eletivas ficaram suspensas, gerando fila de espera que com o “Opera MS” será zerada. Este represamento de procedimentos cirúrgicos não ficou ainda maior, lembra a prefeita Vanda Camilo, porque desde janeiro o município tem custeado mutirões de cirurgias de catarata e ortopédicas. Também foram retomadas as cirurgias previstas na contratualização firmada com o hospital.

A proximidade do início do “Opera MS”, previsto para novembro, animou pacientes como Edson Tales de Oliveira, 31 anos. Há dois anos ele convive com uma hérnia de disco que o obriga a limitar sua atividade profissional (trabalha na instalação de internet). Por recomendação médica, enquanto não for submetido a cirurgia, Edson não pode por exemplo, pegar peso ou subir escada. Ele já fez os exames pré-operatórios e está ansioso pelo agendamento da operação que lhe devolverá à rotina perdida desde que recebeu o diagnóstico.

Quem também não vê a hora de ir para mesa de cirurgia é Maria Jacia, 26 anos. Ela já fez todos os exames necessários antes da operação. Há três meses convive com dores que a forçaram ficar até uma semana fora do serviço. Ela e outros 119 moradores de Sidrolândia vão fazer uma colecistectomia para retirar a vesícula biliar. O procedimento dura em média 45 minutos, são necessários de um a dois dias de repouso, com volta às atividades normais em uma a duas semanas.

Parceria

Em média serão 132 cirurgias por mês, o que exigirá, da parte do hospital, a ativação do segundo centro cirúrgico, com inauguração programada para o próximo dia oito, além do reforço da equipe médica e mais equipamentos. A instituição tem contado com o apoio da atual gestão. No início do mês a prefeita viabilizou junto ao Governo do Estado R$ 1 milhão, metade já foi liberada e a parcela complementar de R$ 500 mil será repassada ao hospital na próxima semana.

No início deste ano, a subvenção foi reajustada em 21,33% de R$ 209.040,00 para R$ 253.640,00 acréscimo de R$ 535.200,00 ao longo do ano. Em janeiro foi feito repasse extra de R$ 400 mil e no mês de agosto liberado R$ 300 mil de uma emenda parlamentar.

Hits: 7

Redação Ms de Fato

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário


”Play”

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?