Cidades

Sidrolândia recebeu 1645 vacinas contra a Covid-19 e Saúde orienta população

A Secretaria Municipal de Saúde recebeu mais um lote com 1645 doses de vacinas contra a Covid-19 para Sidrolândia. O esquema de vacinação foi alterado para o decorrer dessa semana, sendo importante que as pessoas com mais de 55 anos, e aquelas com comorbidades graves, trabalhadores da Saúde, gestantes e puérperas, estejam atentos à estratégia montada pela Coordenadoria de Imunização.

O lote contém 1545 da AstraZeneca destinadas à 1ª aplicação, e 100 da CoronaVac para a 2ª dose, das quais 20 serão devolvidas à população indígena após empréstimo, 30 para imunização no ESF Central, e 50 para as Unidades de Saúde da área rural.

2ª dose da CoronaVac

O País ainda tem dificuldade com a disponibilidade de imunizante CoronaVac para a 2ª aplicação, o que será sanado com o envio pelo Ministério da Saúde, porém não há previsão para que isto aconteça.

Sidrolândia recebeu uma quantidade ínfima, para atender quem foi vacinado em março e está esperando pela 2ª dose.

A recomendação, é para que compareçam nesta terça-feira (04/05) ao ESF Central – Rua Rio Grande do Norte, quase em frente ao Banco do Brasil – onde 30 doses estão reservadas para este fim.

Quem não conseguir a vacina, deve aguardar pela chegada do próximo lote.

Como será o atendimento nessa semana para a 1ª dose?

A novidade é que a Secretaria Municipal de Saúde alterou o esquema de vacinação para a 1ª dose, após a chegada de 1545 unidades do imunizante AstraZeneca.

A Coordenadoria de Imunização enviará amanhã (04) pela manhã os lotes dessas vacinas para as Unidades de Saúde urbanas e rurais, e a recomendação aos grupos prioritários é para que compareçam a esses postos a partir da quarta-feira (05), munidos de RG. CPF, comprovante de residência.

Quem pode ser vacinado nessa semana?

Podem receber a vacina, pessoas que tenham 55 anos ou mais, trabalhadores da Saúde, gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz a até 45 dias).

Também podem ser atendidos os maiores de 18 anos, que tenham comorbidades, conforme relação do Plano Nacional de Imunização, que são: Diabéticos, Pneumopatias crônicas graves, Hipertensão arterial resistente, Hipertensão arterial estágio 3, Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão alvo e/ou comorbidades, Insuficiência cardíaca, Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar, Cardiopatia hipertensiva, Síndromes coronarianas, Valvopatias, Miocardiopatias e Pericardiopatias, Doenças da aorta e dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas, Arritmias cardíacas, Cardiopatia congênita no adulto, Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados, Doença cerebrovascular, Doença renal crônica, Imunossuprimidos, Anemia falciforme, Obesidade mórbida, Síndrome de Down, Cirrose hepática, Coagulopatias hereditárias.

 

Assessoria de comunicação

Hits: 1

Heloisa Trindade Trindade

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?