Polícia Política

STF mantém punição para Deltan Dallagnol por atacar Renan Calheiros

O relator do caso, Kássio Nunes, votou contra ele, e foi seguido por Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

O STF (Supremo Tribunal Federal) formou maioria para manter a pena de censura imposta ao procurador Deltan Dallagnol por criticar o senador Renan Calheiros nas redes sociais. O relator do caso, Kássio Nunes, votou contra ele, e foi seguido por Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

“Se Renan for presidente do Senado, dificilmente veremos reforma contra corrupção aprovada. Tem contra si várias investigações por corrupção e lavagem de dinheiro. Muitos senadores podem votar nele escondido, mas não terão coragem de votar na luz do dia”, escreveu Dallagnol em seu Twitter em janeiro de 2019.

Dallagnol se defendeu recorrendo ao direito à liberdade de expressão. Mas o Supremo considerou que críticas diretas de um procurador a um político são problemáticas, pois podem passar a impressão de que o Ministério Público tem lado.

Fonte: www.noticiasaominuto.com.br

Hits: 5

Eidson Brito

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
Posso ajudar?
Olá
Tudo Bem?